Caso Real

VC JÁ VIVEU UM AMOR IMPOSSÍVEL?

    

Baixar grátis o disco Caso Real

#CasoReal

ANDRÉ NETO

VOZ E GUITARRA

Áries com ascendente em sagitário.

RODRIGO BONJOUR

BATERIA

Touro com ascendente em? Não sabemos ainda.

JAMES PUGENS

BAIXO

Áries com ascendente em peixes.

Conheça a Lítera

Trajetória

A Lítera nasceu no bairro Sarandi, em Porto Alegre, antes mesmo de ter esse nome. Em 2007, participou do Festival de Música de Porto Alegre, foi finalista e teve a música “Lá se foi” incluída no disco do festival.

O cotidiano de um relacionamento, suas diversas facetas e peculiaridades serviram de inspiração para “Um pouco de cada dia”, o primeiro álbum do grupo, lançado em 2009 e escolhido como melhor lançamento de banda gaúcha pelo site ClicRBS. No ano seguinte, o clipe de “Lá se foi” estreou no canal MTV.

A Lítera tem participações nas coletâneas da Rádio Ipanema e Marquise 51 “O Velho O Novo” (2012), da Rádio Pop Rock e Marquise 51 “Primavera Pop Rock” (2011) e no 10º Festival de Música de Porto Alegre (2007).

Em agosto de 2013, iniciou o Projeto Domitila, inspirado no romance registrado na troca de cartas de amor entre o Imperador Dom Pedro I e a Marquesa de Santos. O projeto teve origem no lançamento do primeiro EP, “A Marquesa”. Em junho de 2014, a banda lança o seu segundo EP, “O Imperador” e, no final de 2015, o segundo disco, “Caso Real”, contendo músicas inéditas e as faixas dos EPs anteriores.

Acompanhe e viva junto com a Lítera o impacto atual de uma história de amor do século XIX. Venha ver passar! o/

Contato para shows/Imprensa

  •  SP - 11 9565 81022
  •   POA - 51 9318 8185
  •  Fernanda Do Carmo

Imprensa

Banda Lítera celebra o sucesso do álbum 'Caso Real' . A Banda Lítera transformou o rock em um estilo romântico ao unir música e poesia. Em um bate-papo exclusivo com a CARAS digital, o vocalista André Neto contou que algumas músicas foram pensadas para desmistificar o machismo e o preconceito.

REVISTA CARAS

Inverno, 30 Junho 2016
As cartas de amor trocadas entre o imperador D. Pedro I e sua mais famosa amante, a Marquesa de Santos, foram ponto de partida para as canções do álbum ‘Caso Real’, lançado em novembro pela banda gaúcha de rock Lítera. Os músicos tiveram contato com o tema graças ao livro ‘Titília e o Demonão: Cartas Inéditas de Dom Pedro I à Marquesa de Santos’, escrito pelo historiador Paulo Rezzutti.

ESTADÃO

Verão, 22 Janeiro 2016
As letras são o ponto alto, construídas de forma a lembrar cantigas, mas sem pieguices. A combinação do pop refinado com temas históricos pode ser considerada uma novidade, já que se trata de um trabalho conceitual. É inegável que há potencial para voos mais altos. Criatividade e inventividade existem na iniciativa dos garotos mostrar ao menso algo diferente em um panorama de terra arrasada.

PORTAL UOL

verão, 14 janeiro 2016
Banda Lítera narra romance histórico em ritmo indie. Os porto-alegrenses da Lítera resolveram misturar indie rock e romance histórico. Caso Real foi apresentado ao público no Teatro Sesc Centro, em Porto Alegre, em novembro de 2015, mas passou a ser divulgado com maior intensidade no início de 2016.

ZERO HORA

verão, março de 2016
Famoso caso extraconjugal entre Pedro I e marquesa de Santos vira álbum Projeto da Lítera, que tem 12 faixas, fala sobre romance histórico que abalou a corte. O tórrido romance entre dom Pedro I e a marquesa de Santos já rendeu filme, minissérie, livro e, agora, virou disco. Caso real, segundo álbum da banda gaúcha Lítera, foi inspirado nesse relacionamento que abalou a corte.

DIÁRIO DE PERNAMBUCO

Verão, janeiro de 2016
Fico consegue ser experimental, sem deixar a sonoridade pop. Animada, faz analogia ao Dia do Fico. A faixa Miúda, termo como os portugueses carinhosamente se referem às moças, representa a redenção – encarar as pessoas, assumir uma relação sem se importar com o que vão dizer a respeito, sair pela rua de mãos dadas e tornar público o amor.

ESTADO DE MINAS

verão, 14 de janeiro de 2016
...E a melhor notícia. O novo rock brasileiro traz de volta a pluralidade. São bandas, diferentes umas das outras, de diversas vertentes, e sobretudo muita qualidade. Bandas prontas para o mercado como Scalene, Folks, Montanha Russa, NDK, Vento Motivo, Medulla, LÍTERA, Maglore, Hewie, Tomada, Canto Cego, Esperanza, Supercombo e muitas, muitas outras. O rock brasileiro vive!

PORTAL R7

inverno, 11 de junho de 2016
É um trabalho de bom gosto, com letras caprichadas e com atenção quase obsessiva aos arranjos. O som transita entre o rock brasileiro típico dos anos 2000, com ecos de Los Hermanos em alguns momentos, e um som mais vigoroso, que remete aos anos 80 na estrutura harmônica das linhas de guitarra. Como era de se esperar, guarda semelhanças com “Domitila”, o lançamento anterior, mesmo que esta seja um pouco mais vigorosa, lembrando o rock inglês dos anos 80.

UOL ENTRETENIMENTO

verão, 15 de março de 2016

Contato

Fale com a gente ;)